Header Ads

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais uma obra superfaturada do PT

 Esse é o PAC, que assalta os cofres públicos!!!

TCU embarga ponte do Dnit por superfaturamento de R$ 77 milhões.
Tribunal manda anular licitação de obra sobre o Rio Araguaia incluída no PAC, após identificar valor 32,6% mais caro acertado entre o órgão federal e o governo do Tocantins.



Nivaldo Souza - iG Brasília

O Tribunal de Conta da União (TCU) determinou nesta sexta-feira (26) o cancelamento da concorrência envolvendo a construção da Ponte Xambioá, sobre o Rio Araguaia, na divisa entre o Tocantins e o Pará. O tribunal identificou superfaturamento de R$ 77,431 milhões no custo do projeto.

O valor está superestimado em 32,6% em relação ao preço ideal. O TCU classificou a obra como de “irregularidade grave com recomendação de paralisação (IG-P)”. “As constatações de que o valor contratado apresenta elevado sobrepreço e de que as obras ainda não foram iniciadas justificam a anulação do ajuste pactuado”, afirma em parecer o relator do processo, ministro Marcos Bemquerer Costa.

A ponte de 1.727 metros, inserida na BR-153, ligando os municípios de Xambioá (TO) e Araguaia (PA), está orçada em R$ 240 milhões pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a secretaria de infraestrutura tocantinense, conforme acordo firmado em 2009. A ponte foi incluída no Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) em maio de 2011.

O projeto entrou na lista do PAC por recomendação do senador João Ribeiro (PR-TO). Cerca de 90% do montante total da obra seria pago pela União ao Consórcio Egesa - CMT Araguaia, vencedor do leilão promovido pelo Dnit.

O TCU identificou, entre outras irregularidades, serviços superestimados, custos acima do preço médio de mercado e deficiências no projeto básico da obra. “A falta de rigor técnico na elaboração do projeto básico pode afastar do certame as empresas que optem por não correr o risco de apresentar um orçamento elaborado sem a necessária precisão”, diz em parecer Bemquerer Costa.

O TCU ordenou ao Dnit o cancelamento da licitação. O órgão subordinado ao Ministério dos Transportes deverá fazer uma nova rodada de concorrência, incluindo um novo projeto básico e cálculos sobre o investimento necessário.

Nenhum comentário

Caixa Pop Up Abertura

Header Text (Disable)

random
Ads Top

Find Us On Facebook

Random Posts

Join Our Newsletter
Dapatkan Artikel Terbaru
Langsung ke INBOX Anda

Social Share

Design

Notícias

Propagandas

Propagandas

Recent Comments

Mais Lidas

Tecnologia do Blogger.